Como tiramos o Número de Identificação Fiscal (NIF) em Coimbra/Portugal?

Como tiramos o Número de Identificação Fiscal (NIF) em Coimbra/Portugal?

Assim que decidimos nos mudar para Coimbra, fiquei caçando na internet sobre o que era preciso para tirar as principais documentações para se viver aqui.

Tínhamos lido que para conseguir tirar o NIF (Número de Identificação Fiscal – principal documento de identificação aqui, como se fosse o nosso CPF no Brasil) era preciso ter o comprovativo de morada ou um representante fiscal.

Resultado…

Ficamos quase dois meses tentando achar nosso apartamento e, com isso, achávamos que não poderíamos tirar o NIF. Isso porque não tínhamos o representante fiscal que as pessoas descreviam como necessário caso não tivesse o comprovante de residência.

O que fizemos para nos regularizar em Coimbra!

Então, assim que alugamos o apartamento e fizemos o contrato de locação, fomos nas Finanças, localizada na Loja do Cidadão. Supresa: nos foi solicitado o endereço que foi colocado no visto de estudante no Consulado Português no Brasil. Ou seja, ficamos mais de dois meses esperando para conseguir tirar o NIF e podíamos ter solicitado assim que chegamos.

Por isso, abaixo vou especificar o que foi necessário para tirar o NIF com o visto de estudante e, assim, conseguir tirar o NIF:

NIF (Número de Identificação Fiscal ou chamado de Número de Contribuinte)

Os documentos que nos foram solicitado nas Finanças:

  • Passaporte
  • Endereço informado no Visto de Estudante no Consulado Português no Brasil. É importante depois alterar esse endereço junto às Finanças quando já tiver endereço definitivo. Isso porque as correspondências irão para o endereço ora informado. Caso já tenham a morada, leve o comprovativo para já deixar constando o endereço correto.
  • Pagamento do valor de 10,20 € (em dinheiro) e sai na hora o documento aqui em Coimbra

Mas não é só isso…

Há ainda outros documentos necessários para se regularizar em Portugal, como a identificação de utente do SNS (o qual falo dele nesse post aqui) e o reagrupamento familiar (também explicado em outro post).

Se tiverem qualquer dúvida, mandem mensagens que tentarei saná-las conforme tenho conhecimento.

Beijinhos

 

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *